quinta-feira, outubro 12, 2006

Na rua fechada














Minha janela ainda tava aberta pra ver o sol que nunca mais veria
Meus olhos estavam ardendo, minha impaciência excedia,
Mais um gole daquele vinho barato e não mais assuntos para debater na cabeça
Eu preciso fugir de mim mesmo.

No claro alto da cidade que me rodeia vejo carros e luzes amarelas, vermelhas azuis como um parque de diversões,
Meus dias mais jovens,
Meus gostos mais doces,
Agora cederam aos perigos da vida noturna,
Enquanto eu sonhava na volta daquelas manhãs claras,
Não há mais um pingo de clareza no que sentia.

"Eu vou ali" comprar uns putos e sumir,
Sumir na multidão da noite vilã
Pra ver a lua girar e poetisar minha vida,
Pras putas me arrancarem a última lástima de dignidade.

"Eu vou ali" seguir minha trajetória urbana,
Virar mais um rato no esgoto crescente dessa raça desumana,
Perdurar mais uns vícios com minhas memórias,
Criar o maior desuso das hordas em chamas.

O suor já se foi, agora só temos o medo comum,
Nada se renova , não se salva amor algum,
É a lúxuria que eu me adaptei a viver,
É o jogo do vive ou morre que se joga por dever.

É um pouco do que eu peço em mais uma intervenção urbana,
Chegar aos montes sagrados e pisar na lama,
Tomar banho de sangue e remeter minhas lágrimas aos injustiçados,
Mais um puto segue seu destino, desnorteado.

7 comentários:

Fells disse...

Quando eu digo que o que fazemos é lindo, é perfeito, toda essa gente se engana quando pensa que não é. mas eu digo mais alto que somos as pessoas mais lindas do mundo. Com as palavras mais doces; ácidas; debochadas; palavras gilletes; palavras que servem para entalhar ferro; educar o cão; morrer de dor e rir cruel da cara dos gentios, tá bonito isso?

Luke Strikes disse...

Tá lindo, Fells querida

Anônimo disse...

Eu acho que pra mim a tempestade deu uma melhorada... AS criaturas da noite não me fazem tanto medo e o pântano pegajoso está mais longe.

gabriella disse...

eu já ia perguntar de quem era, mas depois vi o nome no final.
o olhos finalmente serviram bem.
epa fells, lembrei de uma coisa.

HAHAHA.

Flug disse...

Vai "ali"?
Cuidado pra nao demorar tanto na viagem e só voltar amanhã, que já é outro dia, com um outro sol te esperando na sua janela!

Renan disse...

Lindo...
adoro o que vc escreve
te amo muito
se cuida

thiago badaro disse...

rerei rara quando acabar o maluco sou eu eu gostei da rima do ultimo paragrafo
É um pouco do que eu peço em mais uma intervenção urbana,
Chegar aos montes sagrados e pisar na lama,
Tomar banho de sangue e remeter minhas lágrimas aos injustiçados,
Mais um puto segue seu destino, desnorteado.