quinta-feira, março 23, 2006

O ódio de Hanna


Você tem razão Hanna, odeie mesmo o mundo, já que você não tem um amigo sequer e vive se escondendo de tristeza pelos cantos.
Odeie
É Hanna, muito verdade querer morrer todo dia, está sempre sozinha e a loira tem namorado e você não tem.
As pessoas só querem te sugar é por isso que você pode ficar com raiva e eu dou força, você só se da mal, então não vale a pena ser legal, você se ferra de qualquer jeito. No dia em que enlouqueceu, me disse que foi porque descobriu que sua vida ia ser o desespero inerte para sempre, Aí você quebrou a sala toda, eu fiquei bem séria, porque aquilo foi um luxo de que você também precisa.
Eu acho muita graça em te ver arrastando pela sua casa, não há prazer lá, mas não havia prazer onde você estava antes.
Por isso eu deixo você viver no seu armário, só saindo de madrugada para pegar os restos de drogas e carinhos que deixamos no chão.
Má, Falsa, mentirosa e maleável você não é gente Hanna.
Eu acho bom que você odeie o mundo.

5 comentários:

Fidel Curtis Rock disse...

belo texto,um tanto quanto esquizofrenico,viagem minha...
as casa q entrei pra aprender,
sao as mesmas q roubei ao amanhecer.
bj adoro td q vc escreve,preciso escrever pra meu amigo Bodahh,amigo de infancia.q hj nau aparece mais.

Hanna Haze disse...

Marcela, Marcela, Marcela....
quando eu te ver, eu juro que voce ganha um soco na cara, um olho bem roxo, e uns dois dentes quebrados

Isabella disse...

que preço pagamos por sermos nós mesmos não?mas com certeza co namorado da loira é um chato,eu não suportaria uma pessoa como ele...prefiro ser como sou

Sheldin Klytemnestra disse...

Huuum eu entendo a Hanna...
Ela tbm morre todos os dias!

Fernando Hound disse...

Nossa a Hanna tah bem ferrada hein!

Ódio e mais ódio por viver sem nda, mto triste.